Durante a divulgação da Chamada Pública Escolar para o ano letivo de 2021, nesta quarta-feira (18), o governador do Estado, Renato Casagrande, anunciou que, no ano que vem, a presença dos estudantes nas escolas estaduais será obrigatória, respeitando-se o protocolo de revezamento semanal de turmas (50% presencial e 50% em ensino remoto).

Casagrande reforçou que enquanto uma vacina segura não estiver disponível, alunos e servidores da educação, bem como toda sociedade, terão de conviver com as normativas sanitárias e de distanciamento.

A  partir desta quarta-feira (18), pais e responsáveis já podem realizar pedidos de matrículas, rematrículas e transferências de escolas para o ano letivo de 2021.

>> Saiba mais: 2021: Sedu divulga prazos e regras para pedidos de matrícula, rematrícula e transferências

4º ano do Ensino Médio

A secretaria de Educação também anunciou a criação de um 4º ano do Ensino Médio para os estudantes que se sentiram pedagogicamente prejudicados por conta da pandemia.

Os alunos que cursaram o 3º ano do Ensino Médio em 2020, terão a opção de cursar mais um ano durante 2021, para reforçar os conteúdos que não foram totalmente assimilados e, segundo o secretário de educação, Vitor de Ângelo, também será uma forma de se preparar melhor para o Enem no final do ano. 

A ideia, de acordo com Vitor, é abrir turmas no maior número de cidades possíveis.

Ensino em tempo integral

O governador também anunciou que em 2021 serão abertas mais 31 escolas de ensino em tempo integral no Estado, com mais de 9 mil vagas para estudantes. Dezessete destas escolas terão cursos técnicos.

Quinze novas cidades receberão a novidade: Castelo, Santa Maria de Jetibá, Atílio Vivácqua, Pancas, Itarana, Marilândia, Irupi, Apiacá, São José do Calçado, Dores do Rio Preto, João Neiva, Ibiraçu, Nova Venécia, Pinheiros e Conceição da Barra.

Carga horária ampliada

Outro anúncio realizado nesta quarta-feira (18) diz respeito a carga horária. Segundo o governador, nas escolas estaduais da região metropolitana, a carga horária dos estudantes do Ensino Médio será ampliada para mil horas/aula por ano, a partir de 2021, conforme estabelece a Nova Lei do Ensino Médio. Nas escolas do interior do Estado o assunto ainda será discutido.

A ampliação da carga horária também vai valer para alunos do Ensino Fundamental 2, da rede estadual, da região metropolitana. Segundo o secretário de educação, a medida vai beneficiar estudantes, com o oferecimento de novos conteúdos e reforço de disciplinas importantes.

FONTE: Folha Vitória