Depois de oito dias de folga no litoral sul paulista, o presidente Jair Bolsonaro volta a trabalhar nesta terça-feira (5), em Brasília. E já tem agenda cheia. Ele vai participar de cinco reuniões durante o dia no Palácio do Planalto, segundo a agenda oficial.

A primeira delas, com o ministro das Comunicações, Fábio Faria, ocorrerá às 9h30. Às 10h, Bolsonaro atende o titular da Defesa, Fernando Azevedo. Na sequência, às 11h, é a vez do chefe da Casa Civil, Braga Netto.

Durante a tarde, Bolsonaro se reunirá com o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães e, logo depois, com o ministro-chefe interino da Secretaria-Geral da Presidência da República, Pedro Cesar Nunes Ferreira Marques de Sousa.

Em seu último dia de férias, nesta segunda-feira (4), o Presidente conversou com banhistas na praia do Canto do Forte, em Praia Grande. Bolsonaro chegou em uma moto aquática com uma equipe de seguranças e, ao desembarcar na faixa de areia, foi recebido por apoiadores, posando para fotos.

Sobre as críticas pela aglomeração, ironizou. "Sabia que o tio estava na praia nadando de máscara? Mergulhei de máscara também, para não pegar Covid nos peixinhos", afirmou.

Durante suas férias, o Presidente ficou hospedado no Guarujá, onde passou o réveillon. No dia 28 de dezembro, ele participou de jogo beneficente Natal Sem Fome, na Vila Belmiro, em Santos.

Ivermectina

Também nesta terça, Bolsonaro postou no Twitter que a Ivermectina "pode ser a responsável pela baixa mortalidade da covid-19" em países africanos.

Conforme o Presidente, que apresentou uma tabela de cifras de incidência em países daquele continente, um programa de distribuição em massa do medicamento para controle da oncocercose (cegueira do rio), acabou ajudando a controlar a taxa de mortalidade.

FONTE: Portal R7