As medidas adotadas pelo chefe do Executivo de Anchieta, por meio do Decreto nº 6.111/2021, seguem as orientações do Ministério Público Estadual (MPE). O órgão notificou todos os municípios capixabas para que cumpram rigorosamente as determinações do governo do Estado, que instituiu a quarentena de 14 dias para conter o avanço da pandemia provocada pela Covid-19.

A Prefeitura de Anchieta emitiu ontem (18) o Decreto nº 6.111/2021 estabelecendo todas as determinações elencadas no decreto Estadual e recomendadas pelo Ministério Público. Um das principais recomendações foi que a prefeitura impeça a utilização de praias, lagoas, rios e cachoeiras, para que não ocorram aglomeração.

O Ministério Público também advertiu que o governo municipal impeça o comércio ambulante, interdite praças, academias, parques e quadras poliesportivas e também proíba o funcionamento de serviços considerados não essenciais.

Conforme o documento, em acordo às regras do Governo do Estado, as entidades religiosas devem realizar atividade através de transmissão por meios digitais.

Investimentos

A Prefeitura vem realizando diversos investimentos na Saúde para minimizar os impactos causados pela pandemia. Recentemente foram contratados novos profissionais, adquiridos equipamentos de proteção e insumos, aumento de leitos e ampliação de serviços exclusivos à Covid-19 no Pronto Atendimento (PA).